RESEX MÃE GRANDE DE CURUÇÁ

Clique na imagem para abrir galeria

Diálogo com a dimensão abordada por João de Jesus Paes Loureiro sobre a poética do imaginário Amazônico, a partir da lógica mediata e imediata, ou seja, que está no campo do imaginário e do visível. Essa perspectiva é visualizada no universo da Resex Mãe Grande de Curuçá, a partir do olhar do campo do movimento das pessoas na interação com o espaço e sua dependência das marés. Homens, mulheres e crianças na sua relação com o cotidiano regido pelas matas, igarapés e rios.

Ensaio completo no site Fotocronografias